Anjos da Páscoa

27 de mar de 2010


      Era dia 1 de Abril de 1993, Sexta-Feira santa, faltavam 2 dias para a Páscoa, em uma pequena cidade do interior a unica fábrica de chocolates havia falido e nesse ano não haveria ovos de páscoa, um garotinho foi à igreja  com sua avó, e então o garotinho fechou os olhos diante da moldura de Cristo e Sussurrou:
       - Jesus Cristo, eu sempre fui bonzinho, mas minha vovó disse para mim que esse ano não terá ovos de coelho, porque o coelho não botou ovos, eu perguntei para ela porque esse ano ele não quis botar ovos, e então ela me disse que a coelhinha morreu, Jesus o Senhor não ressuscitou, então ressuscita a coelhinha também, todos os garotinhos da cidade como eu vão ficar tristes. - E então o garoto levantou-se e disse para a avó o que ele pediu, a avó do garoto escondeu que a fábrica de chocolates estava falida para não destruir os sonhos de seu neto.
      Chegando em casa, a avó deu um copo de leite e biscoitos para seu neto antes de mandar ele dormir. Como todas as noites ela lhe contou uma história para dormir, nessa noite o garotinho fingiu que estava dormindo, então sua avó desligou a luz e foi dormir. O pequenino levantou pé por pé, e foi até a cozinha, deixar um copo de leite para o coelho, quando ele estava voltando para o quarto, ele viu uma luz na sala e foi ver o que era, e então ele viu uma coelha.
      - Oi dona Coelha, eu pensei que você fosse vir só amanhã de manhã! - Os olhos do garotinho brilhavam de felicidade - Eu deixei um copo de leite para você!
      - Um copo de leite? Muito obrigada! foi você quem me chamou?
     - Foi sim! minha avó pensa que eu não sei, mais eu sei que a fábrica de chocolates não funciona mais, e todos os garotinhos vão ficar sem ovos de Páscoa!
    - Que triste, uma Páscoa sem ovos? Não podemos deixar isso assim! Vem comigo quero te mostrar um lugar! - O garotinho ficou tão animado, que nem ligou estar de pijama, a coelha, segurou a mão do garoto e então sussurrou Feche os Olhos. Quando ele abriu, eles estavam em um lugar mágico, que ele nem imaginava.
      - Aqui moram todos os personagens de conto de fadas, inclusive o papai noel. Seja bem vindo à Polândia.
      - Polândia? Que legal, posso conhecer o Papai Noel?
      - Calma, eu lhe trouxe aqui para salvarmos a Páscoa, vem vou te mostrar a cidade. - Ela mostrou cada canto da cidade, a fábrica de presentes do Papai Noel, a casa do seu Longuinho, inclusive ara a maior casa de toda a cidade, afinal tudo que se perdia estavam lá, e a melhor parte da cidade, o rio de chocolate. - E então gostou do passeio?
      - Eu adorei, mais como vamos fazer tantos ovos até o anoitecer? Afinal amanhã já é Páscoa - O garoto ao mesmo tempo que estava maravilhado com o lugar, estava preocupado com a Páscoa.
      - Venha vou te mostrar um ultimo lugar! - A coelha o levou para o centro da floresta de chocolate, onde havia um belo castelo todo formado de doces.
         - Aqui é a casa do João e da Maria? - Questionou o garoto, com medo que tivesse uma bruxa.
       - Não aqui é a prefeitura. - A coelha foi falar com o prefeito de Polândia, contou tudo o que havia acontecido, e o tempo que tinham para conseguir salvar a Páscoa, o prefeito então correu para o telefone, e começou a fazer ligações, em pouco tempo varios anjos entraram na sala.
      - Então, dou a todos aqui presentes um punhado de magia, e o direito de descerem até a terra para salvar a Páscoa! - o pequeno garoto sem entender, não questionou, apenas ficou observando, der repente a sala ficou toda clara e havia muito pó, quando ele menos esperou, já estava na fábrica de sua cidade. 
       - O que está acontecendo? - o garoto realmente estava encantado com a situação.
      - Nós e os anjos, com a magia que o prefeito nos deu, vamos fazer ovos de chocolate em pouco tempo.
      - Então quer dizer que eu também tenho magia? - perguntou o garoto, entusiasmado com a idéia.
       - Claro! vamos todos juntos salvar a Páscoa. - Um pouco de magia ali e aqui, a fábrica começou a trabalhar e produzir. enquanto o pequenino estava se divertindo, sua avó estava preocupada, cansada de esperar ela saiu procura-lo, bateu de porta em porta, pela cidade, e nada de encontrar seu neto, ela voltou para casa e começou a chorar por não ter encontrado-o, sentou na sua cadeira de balanço e decidiu esperar, o garotinho viu que já estava anoitecendo, então começou a ficar triste. - Mas o que está acontecendo? - Perguntou a coelha - É que eu estou cansado e com saudades da minha vovó. - A coelhinha emocionada o levou para casa. - Coelhinha algum dia eu vou te ver novamente? - o garoto perguntou antes de entrar - Não querido - Respondeu - Então eu quero te pedir uma coisa, posso? - e os olhos do garoto brilhavam, a coelha não tinha como recusar - Vamos fazer anjinhos na neve? - E então eles deitarão na neve e brincaram, o garoto entrou em casa, e saiu correndo dar um abraço na avó, feliz por seu neto ter voltado, a senhora disse.
      - Eu sei que foi por uma coisa boa!
      A partir desse dia os anjos da páscoa iam toda véspera de Páscoa para a Fábrica, produzir ovos.


História Official de Surian Ricardo

0 comments:

Postar um comentário

 
Fox Stuff © 2013 | Plantilla diseñada por Ciudad Blogger